Blog

Noite de Natal

Então, Kolka, o que você quer? O que você queria ter ganho? Uma bicicleta! E você Michka? Eu quero a bicicleta! Não, sou eu que quero a bicicleta, gritam juntas Bousska (Nathalie) e Lika.Georgi Ivanovitch e os pais explodem em risos. Vejam, existem muitos brinquedos, diz o senhor Gurdjieff. Mas somente uma bicicleta. Então, acertem-se …

Noite de Natal Leia mais »

SARKIS – O Garoto Armênio

como um animal. Sr. Gurdjieff entreouviu um ou dois comentários do casal e percebeu que falavam armênio. Acontece que ele tinha uma grande fraqueza pelos armênios. Dizia que eram um povo maravilhoso de uma grande antiguidade. Que não deixaram seu país ser invadido pela civilização ocidental. Mantiveram seus velhos costumes, particularmente as raízes de sua …

SARKIS – O Garoto Armênio Leia mais »

Tscheslaw Tschekhovitch – Conheceu Sr. Gurdjieff em Constantinopla e trabalhou 28 anos com ele (desde 1923 no Prieuré)

Pode-se imaginar a quantidade de louça que circulava, o número de pratos se calcularmos 3 a 4 por pessoa – colheres – uma para salada, uma para a sopa, uma para a sobremesa – os garfos, as facas, as tigelas, os copos, as taças, sem contar os pratos para servir e numerosas panelas. Tudo isso …

Tscheslaw Tschekhovitch – Conheceu Sr. Gurdjieff em Constantinopla e trabalhou 28 anos com ele (desde 1923 no Prieuré) Leia mais »

Thomas e Olga de Hartmann – Nossa Vida com Sr. Gurdjieff

boa, com casca. Sem pressa, ele dá uma mordida como se tentasse absorver todo o cheiro dela, todo o seu sabor. E assim ele continua a comer até acabar. Pude observar a maneira como ele comia muitas vezes. Sempre me pareceu que ele estava demonstrando como deveríamos comer.” Referência bibliográficaThomas e Olga de Hartmann – …

Thomas e Olga de Hartmann – Nossa Vida com Sr. Gurdjieff Leia mais »

Rolar para cima