Blog

Trabalhar o equilíbrio das três funções: corpo, emoção e intelecto

As tensões existem no corpo, mas estão relacionadas a outras tensões: no mundo emocional, pode existir um fechamento que é um tipo de tensão; e no mundo intelectual, uma espécie de burrice também é um tipo de tensão. Pode parecer engraçado, mas o que a gente chama de burrice é uma espécie de tensão intelectual, …

Trabalhar o equilíbrio das três funções: corpo, emoção e intelecto Leia mais »

Certa vez, em Nova York, no final de agosto…

Nosso destino foi anunciado naquela manhã como Montauk, um modesto resort de praia na ponta leste de Long Island. Éramos sete, quatro meninos, três meninas, Peggy no volante durante as três horas de viagem. Todos nós observando os prédios densos da cidade darem lugar a casas de um andar, depois vislumbres de enseadas marítimas, trechos de areia, arbustos, …

Certa vez, em Nova York, no final de agosto… Leia mais »

Em 1933 o Sr. Gurdjieff viajou para Paris…

sempre necessário pagar pelo que se recebe. Ela pediu o conselho ao Sr. Gurdjieff. Ele pensou no assunto e mandou chamar Michel. O Sr. Gurdjieff explicou ao menino, com sinceridade, sobre as finanças precárias do grupo e destacou que, assim que aportassem, ele teria que pagar contas urgentes. Michel perguntou quanto era necessário e o Sr. Gurdjieff indicou um valor. …

Em 1933 o Sr. Gurdjieff viajou para Paris… Leia mais »

A participação das crianças durante os anos de trabalho no Prieuré – 3

Tudo isso fazia com que a nossa atenção fosse colocada, por nós mesmos, em algo definido. Ao invés dela ficar solta, vagando por toda parte. Isso nos ajudava a pensar, a sentir, a nos dar conta da situação para, finalmente, compreender os “porquês” e os “como”. Era o que nos dava também a possibilidade de …

A participação das crianças durante os anos de trabalho no Prieuré – 3 Leia mais »

A participação das crianças durante os anos de trabalho no Prieuré – 2

Nem sempre o Sr. Gurdjieff estava quando nos passavam as tarefas a serem feitas no dia. Por isso, nem sempre era ele que nos orientava. Porém, muitas vezes, quando ele indicava algo especial para os adultos trabalharem interiormente, ele também nos dava algo: um conselho, uma direção ou algo específico para fazermos. Algo sobre o …

A participação das crianças durante os anos de trabalho no Prieuré – 2 Leia mais »

A participação das crianças durante os anos de trabalho no Prieuré – 1 (*)

“Quando eu era criança, o que mais gostava era, justamente, trabalhar com os adultos. Eles eram todos diferentes. Eu percebia que alguns eram completamente indiferentes em relação a nós, crianças. Já outros, tinham uma atitude carinhosa conosco. Havia alguns também que demonstravam certo interesse. De todo modo, todos deviam integrar-nos e dar-nos uma parte do …

A participação das crianças durante os anos de trabalho no Prieuré – 1 (*) Leia mais »

The Forgotten Language of Children – Lilian Firestone

Gurdjieff aproveitava as ocasiões em que as crianças estavam em sua companhia para lhes dar lições sobre a “vida”. Lilian Firestone compilou as lembranças de Jeanne de Salzmann sobre as lições dadas pelo Sr. Gurdjieff para seu filho sobre dinheiro.Um dia, quando seu jovem filho Michel queria dinheiro para comprar um objeto especial, o Sr. …

The Forgotten Language of Children – Lilian Firestone Leia mais »

Noite de Natal

Um ambiente agradável reinava durante toda a noite. As crianças, mais barulhentas que habitualmente, estavam reunidas ao redor da árvore de Natal. A pedido do senhor Gurdjieff eles foram para sua mesa, sem tirar os olhos dos presentes. A conversa na grande mesa era frequentemente atrapalhada pelo barulho da disputa das crianças pela divisão dos …

Noite de Natal Leia mais »

Rolar para cima